Corpo Docente

A Filosofia Business School da Escola Superior de Negócios Atlântico (ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL) é transversal a toda a organização, incluindo o processo de SELEÇÃO DO CORPO DOCENTE. Procura-se sempre que o Docente tenha uma experiência vivida na área que leciona e mantenha um relacionamento constante com o meio empresarial, através de desenvolvimento de trabalhos aplicados e de Consultoria em gestão.

A análise do Corpo Docente da ABS comprova que detém competências e experiência profissional em diferentes áreas da Gestão: Sistemas de Informação, Marketing, Recursos Humanos, Economia Digital, Finanças, Fiscalidade, Gestão Internacional, etc. Comprova também que envolve Docentes em diferentes etapas do seu percurso profissional, num rácio equilibrado entre juventude e experiência.

Muitos dos Docentes são também empreendedores tendo, numa fase ou outra da sua vida profissional, participado em processos de criação de empresas. Além disso, grande parte dos Docentes mantêm uma atividade de Consultoria e Gestão, muitas das vezes integrada nos programas que a ABS, através do NPME e das associações, desenvolve.

 

Desta forma, pode-se afirmar que o corpo Docente da ABS contribui para a sua MISSÃO:

  • na preparação dos estudantes, oferecendo-lhes uma formação relevante nas Ciências Empresariais, proporcionando-lhes uma exposição permanente à realidade das Empresas; a experiência profissional e os contactos no meio empresarial destes Docentes, conjugada com as diretrizes dos órgãos da ABS, permite que se integrem no projeto educativo e adotem metodologias de ensino e avaliação aplicadas, envolvendo trabalhos, visitas a empresas, contacto com empresários, e outras metodologias com uma componente prática muito forte; os diplomados dos cursos da ABS encontram-se assim em condições de ingressar no mercado de trabalho e contribuir para o crescimento das empresas em Portugal;
  • no desenvolvimento de um esforço de Investigação Aplicada nos domínios das Ciências Empresariais, apoiando o processo de dotar as empresas com as competências necessárias para a inovação, a competitividade e a internacionalização; esse apoio efetua-se seja com os trabalhos aplicados desenvolvidos ao longo dos cursos, seja com os projetos de Investigação Aplicada para as empresas, realizados no NPME;
  • apoiando as empresas na preparação dos seus Quadros; grande parte dos Docentes exerce atividades de Consultoria e Investigação Aplicada, participando nos diferentes projetos que a ABS desenvolve com o tecido empresarial, pela Consultoria e/ou desenvolvimento de estudos aplicados; desta forma, estes Docentes contribuem para o crescimento sustentado das empresas, apoiando-as no esforço de inovação, tornando-as mais competitivas; a este nível é de salientar a experiência de muitos dos Docentes ao nível da gestão de fundos comunitários, prestando um apoio muito importante na sua efetiva utilização pelas empresas do Ecossistema da ABS;
  • apoiando o empreendedorismo, quer pelo seu ensino aos estudantes, quer pelo apoio à criação de empresas no final do curso, recorrendo sempre que necessário aos centros de incubação a que a ABS está ligada; muitos dos Docentes foram ou são empreendedores, estando ligados à criação de empresas, e com contactos com centros de incubação e outras instituições de apoio ao empreendedorismo; assim, podem ajudar de uma forma sustentada os estudantes que queiram lançar-se na criação da sua própria empresa, seja pela transmissão de conhecimentos, seja pela disponibilização da rede de contatos em que se inserem; mais uma vez, a experiência em fundos comunitários pode ter um papel determinante, desta vez ao nível do apoio aos estudantes empreendedores;
  • na permanente ligação das unidades curriculares que lecionam à Comunidade local, colaborando com os atores locais na dinamização das atividades da região; o facto de todos os Docentes da ABS terem uma experiência profissional, dota-os de competências e de uma rede de contactos importante que permite o apoio aos projetos que a ABS mantem com a Comunidade local;
  • na integração dos estudantes no Mundo, fazendo com que perspetivem o Mercado Global como o destino evidente das suas iniciativas e decisões empresariais; como se poderá verificar, muitos dos Docentes têm uma forte experiência ao nível dos processos de internacionalização, podendo transmitir essa experiência aos estudantes, dotando-os de uma visão alargada do mundo; nalguns casos essa experiência é associada a uma rede de contactos que poderá apoiar os estudantes quando, seja como empreendedores seja como quadros de empresas, liderem ou se integrem em processos de internacionalização.

 

A análise das Fichas Curriculares do Docentes mostra em equilíbrio notável entre a qualificação académica do Corpo Docente a sua experiência profissional. Estas características são normalmente antagónicas: um docente ou tem elevadas qualificações académicas ou é um profissional de sucesso, sendo poucos os que reúnem estas duas características. Na ABS, esse antagonismo não existe, nem em termos individuais, nem em termos globais.

Em termos globais, o Corpo Docente da ABS apresenta um elevado nível de qualificação académica, estando os rácios legais muito acima dos mínimos exigidos. Simultaneamente, é constituído por um conjunto de empresários e executivos com sucesso na sua via profissional, apresentando também a esse nível elevados “rácios” caso eles fossem exigidos.

Em termos individuais, todos os Docentes da ABS, seja qual for o seu nível de qualificação (Licenciado, Mestre, Especialista ou Doutorado), apresentam uma experiência vivida rica na área em que leciona.

 

Em concreto, é de realçar a Diversidade Do Corpo Docente tendo em consideração:

  • a experiência em diferentes áreas da gestão, do marketing às finanças, passando pela economia digital e os sistemas de informação, pela gestão e pelo comércio internacional, pela gestão de vendas e pela gestão comercial, pelo direito empresarial, fiscalidade e contabilidade, ou pela gestão logística e gestão da qualidade;
  • a experiência em empreendedorismo, seja pela criação de empresas próprias, seja pelo apoio em consultoria á sua criação, seja pela participação em associações e outras entidades fomentadoras do empreendedorismo, seja ainda pelo investimento em start ups;
  • a experiência em diferentes cargos da gestão, normalmente em funções de liderança, indo da gestão comercial até à gestão financeira, da gestão de sistemas de informação à gestão de recursos humanos, da gestão internacional à gestão da qualidade, entre outras;
  • a experiência em diferentes tipos de empresas, desde start ups e microempresas até grandes empresas e multinacionais;
  • a experiência em gestão pública, em autarquias e em empresas públicas, com funções governativas ou em organismos reguladores e supervisores;
  • experiência em processos de internacionalização, para diferentes tipos de mercado (Africano, americano, extremo-oriente, etc.), em diferentes tipos de produtos e serviços.
  • experiência em diferentes associações empresariais, de âmbito nacional ou local, e em diferentes setores de atividade, como o setor têxtil o setor do mobiliário ou o setor do turismo.