Atlântico Business School

Sobre

Entidade Instituidora

A Espaço Atlântico (EA) foi criada em 1990, no âmbito do então Grupo Banco Português do Atlântico (BPA), com o objetivo de se constituir como uma Escola de Negócios no estilo anglo-saxónico, vocacionada para as áreas Financeira, Fiscal e de Comércio Internacional, com especial preocupação na qualidade e na modernidade do Ensino. Sedeada no Norte do País, esta Escola de Negócios deveria funcionar como polo aglutinador de competências académicas e empresariais, promovendo um salto qualitativo para o tecido empresarial português, tendo granjeado uma reputação de excelência e rigor sob a liderança do Dr. Miguel Cadilhe.

Atualmente, a EA pretende ser uma Escola Total de Gestão, constituindo-se num espaço familiar onde a aprendizagem contínua se estende ao longo da vida.

A empresa tem como Missão oferecer formação de forma modular e planeada, no sentido de permitir que cada aluno, ao longo da vida, possa escolher aquilo que quer aprender e de que forma pretende aprender, em que momento quer aprender e com quem pretende aprender, sendo todo o processo de aprendizagem feito de forma absolutamente sinergética e integrada.

Como Princípios delineadores da sua atividade a EA procura:

  • Dinamizar um ecossistema baseado no poder de interatividade e de cooperação do e-Business;
  • Fomentar uma cultura organizacional de e-Business sustentada em valores de confiança e em estratégias de inovação;
  • Desenvolver uma estratégia de e-Business inspirada e focalizada no Cliente;
  • Implementar processos e sistemas de e-Business para transformar os dados em informação, conhecimento e estratégias de excelência;
  • Construir uma arquitetura tecnológica para suportar e dinamizar a estratégia de e-Business.

Os Valores assentam em quatro pressupostos chave: Excelência, Rigor e Qualidade na formação ministrada, Inovação e Responsabilidade.

Hoje, a Espaço Atlântico desenvolve-se em torno de quatro vetores essenciais, com um funcionamento autónomo, mas sinergético:

  • A Formação de caráter Académico, conducente a Grau ou profissionalizante, corporizada na ABS (Escola Superior de Negócios Atlântico – Atlântico Business School);
  • A Consultoria e Investigação Aplicada, incluindo as atividades de I&D, centralizada no NPME (Núcleo de Apoio a PME), o Centro de Investigação da ABS;
  • O 1º e 2º Ciclo do Ensino Básico e o Ensino Secundário, no CH (Colégio Heliântia);
  • A Qualificação e a Formação, estruturante e especializada, não conducente a Grau, destinada a pessoas individuais ou a empresas e seus quadros, organizada em torno do CDC (Centro de Desenvolvimento de Competências);

ESQUEMA DAS ÁREAS DE ATIVIDADE DA ESPAÇO ATLÂNTICO

Missão e Objetivos

A Escola Superior de Negócios Atlântico (ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL) é um agente dinamizador do conhecimento científico no âmbito das Ciências Empresariais. A sua MISSÃO fundamental, presente em toda a atividade académica e formativa, consiste em contribuir ativamente para o Crescimento Económico e o Bem-estar social, promovendo a Sustentabilidade das Empresas, ao nível Económico, Social e Ecológico.

 

Os principais contributos da ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL para este desígnio residem:

  • na vontade e no esforço permanente em dotar o Tecido Empresarial Português de Quadros Superiores, detentores de uma formação estruturada, de qualidade e relevante nas Ciências Empresariais, comportando uma sólida componente científica, aliada a uma real componente prática, alicerçada na exposição permanente do Aluno à realidade das Empresas;
  • na capacidade de oferecer às Empresas os resultados de um esforço de Investigação Aplicada nos domínios das Ciências Empresariais, com a finalidade de contribuir para dotar as Empresas, sobretudo as PME que se situam no Norte de Portugal, com a robustez e as competências necessárias para a inovação, a competitividade e a internacionalização;
  • na preparação dos seus Estudantes, Docentes e Investigadores para a intervenção, através da Investigação Aplicada e da Consultoria, nos modos de funcionamento das Empresas, colocando o seu saber e experiência ao serviço da inovação e competitividade;
  • no impulso do Empreendedorismo, enquanto motor para o crescimento económico, do emprego, da geração de riqueza e do bem-estar social;
  • na permanente ligação à Comunidade local, assumindo-se como um centro de saberes e competências, colaborando com os atores locais (Câmaras, Associações, Empresas, etc.) na dinamização das atividades da região;
  • na incorporação de princípios de conexão com o Mundo, procurando constituir-se como elo de ligação à diáspora portuguesa no mundo, de uma forma geral, e aos PALOP, de uma forma especial, perspetivando o Mercado Global como o destino evidente das iniciativas e decisões empresariais dos Quadros formados pela ABS e das empresas do seu Ecossistema.

 

No desempenho do seu papel de agente dinamizador do conhecimento científico aplicado no âmbito da gestão, a ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL desenvolveu um sistema de ensino orientado à promoção de Pessoas com competências úteis para satisfazer necessidades, desafios e oportunidades empresariais. A inserção na Comunidade, com preocupações de índole cultural, e a orientação para a realidade do tecido empresarial, incluindo a criação de um Ecossistema Empresarial, constituem a sua preocupação fundamental. Essa contínua Focalização no Cliente-empresa demonstra-se diariamente nos formatos do ensino, essencialmente vocacional e técnico, no trabalho dos estudantes, na atividade de Consultoria e Investigação Aplicada, baseada na ligação efetiva às empresas e à Comunidade através de protocolos e laços concretos.

A orientação para a realidade das Empresas, que acentua um carácter de aplicabilidade constante da aprendizagem e do saber, constitui o traço distintivo mais forte da ABS, sustentado de forma assumida no conceito de ESCOLA DE NEGÓCIOS (BUSINESS SCHOOL).

 

A ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL posiciona-se como um agente dinamizador do conhecimento científico no âmbito das Ciências Empresariais, de acordo com as orientações estratégicas traçadas pela entidade instituidora.

 

Nestes termos, a ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL prossegue, entre outros, os seguintes objetivos específicos:

  • A formação humana, cultural, científica e técnica, em geral, e, em especial, a formação científica e técnica de gestores e quadros superiores das e para as empresas e outras organizações, através de ciclos de estudo de graduação, especialização e pós-graduação, de acordo com as necessidades reais e específicas do País;
  • A elaboração de diagnósticos para empresas e consequente elaboração e execução de planos de formação adequados;
  • A adoção de programas inovadores de ensino e de estruturas curriculares adequadas às necessidades de desenvolvimento do País;
  • A realização de investigação orientada, a publicação de trabalhos e a divulgação dos conhecimentos e da inovação científica nas áreas que constituem o objeto da sua atividade;
  • A prestação de serviços à comunidade;
  • A transferência de conhecimento para a sociedade em que se insere e com a qual colabora, em especial para o setor empresarial;
  • A promoção e concretização do intercâmbio cultural, científico e técnico com instituições congéneres, nacionais e estrangeiras;
  • A cooperação internacional, designadamente no espaço europeu e dos países de língua oficial portuguesa.

Na prossecução dos objetivos enunciados, a ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL adota as práticas necessárias ao constante aperfeiçoamento das suas realizações, nos domínios da investigação, ensino e formação, tendo em vista a consolidação da sua atividade de estabelecimento de Ensino Superior Politécnico não integrado em ligação direta e dinâmica com as empresas e demais organizações.

Projeto Educativo, Científico e Cultural

O Projeto Educativo Científico e Cultural da Escola Superior de Negócios Atlântico (ATLÂNTICO BUSINESS SCHOOL) baseia-se na FILOSOFIA BUSINESS SCHOOL, na linha das melhores tradições anglo saxónicas, com dois caracteres distintivos:

  • Business School: a estrutura curricular, os objetivos de aprendizagem, as metodologias de ensino e avaliação, caracterizam-se por serem essencialmente práticos, vocacionais e técnicos, orientados profissionalmente e focalizados na realidade, no “saber fazer”, na inovação e resolução de problemas concretos; existe, naturalmente, um suporte teórico, mas o objetivo final do processo é essencialmente aplicado, com vista ao exercício de atividades de gestão e à aplicação desses conhecimentos às atividades do respetivo perfil profissional, e, nos seus estágios mais avançados, à obtenção de uma especialização de natureza profissional;
  • PME: apesar das técnicas da gestão serem genéricas, podendo ser aplicadas tanto a multinacionais como a microempresas, procura-se preparar os jovens para se inserirem na Comunidade e no ambiente empresarial que os rodeia, constituído essencialmente por PME.

 

A qualidade distintiva do Ensino e da Investigação na ABS está patente no funcionamento real da Escola, na efetiva reputação dos seus Cursos, mas também:

  • nos meios, recursos e formatos ao dispor de Professores, Investigadores e Estudantes;
  • na capacidade de acolhimento da comunidade académica, em instalações atraentes e com significado, que proporcionem o conforto e a adaptação às necessidades mais prementes que os mais avançados métodos de ensino exigem;
  • na oferta de meios tecnológicos e científicos modernos e eficazes;
  • no prestígio, saber e disponibilidade dos Professores, Orientadores e Investigadores;
  • na ligação permanente e manifesta entre Docentes e Estudantes, permitindo a troca sã de pontos de vista e uma auscultação permanente da recetividade de medidas e decisões;
  • nas metodologias utilizadas, replicando casos concretos em organizações reais, convidando o Aluno à inovação e a um trabalho constante de análise crítica e de aplicação na realidade dos conceitos apreendidos e das técnicas desenvolvidas, de acordo com a sua vocação e interesse;
  • na permanente presença de uma forte componente de Estágio ou de Projetos de Investigação concretos nos curricula académicos, reforçando a componente aplicada da aprendizagem;
  • na ligação efetiva às Empresas, patente na celebração de protocolos de cooperação com as Empresas mais representativas da Região e do País, em todos os domínios da atividade;
  • na Investigação Aplicada (IA) da ABS, que se destina sempre a proporcionar às Empresas ferramentas e capacidades acrescidas para a competitividade e a inovação, contribuindo assim para a sua sustentabilidade económica, social e ecológica;
  • na ligação efetiva às Instituições Académicas mais inovadoras do País e do Mundo, mantendo a troca de experiências e a construção de projetos concretos;
  • na ligação à Comunidade e nas preocupações de índole cultural, em permanente contacto com as forças vivas da região em que se insere, procurando dinamizar e contribuir para a sua evolução saudável;
  • no contacto com outras realidades e experiências académicas e empresariais do Mundo, em geral, e da diáspora portuguesa, em especial.

 

Pretende-se que os Estudantes da ABS saibam analisar problemas concretos na vida empresarial, sejam competentes para investigar, selecionar, tratar e analisar de forma crítica a informação relevante, estejam habilitados para fundamentar as suas decisões e pareceres publicamente, e mantenham uma constante vontade e disponibilidade para continuar a aprendizagem ao longo da sua vida. Os Estudantes deverão também desenvolver competências de gestão emocional e relacionamento interpessoal, contribuindo decisivamente para a melhoria das dinâmicas de grupo na empresa e para a eficiência da gestão.

 

Embora os OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM variem de curso para curso, pretende-se de uma forma geral que os Estudantes desenvolvam capacidades para:

  • Conhecer com detalhe a estruturação da informação numa Organização, promover a eficácia na utilização dessa Informação, tomando decisões e formulando juízos próprios, fundamentados nos conhecimentos obtidos ao longo da sua formação académica e numa análise crítica permanente, mantendo-se permeável, quer à experiência colhida, quer ao conhecimento contínuo dos melhores saberes e práticas em uso.
  • Pensar estrategicamente sobre um Negócio ou Empresa, incluindo conhecer os formatos de elaboração de Diagnósticos sobre as situações que se lhe deparam, recorrendo às metodologias mais avançadas, construir cenários prospetivos assentes e estruturados, propondo alterações de rumo consistentes.
  • Atuar com desenvoltura no ambiente empresarial, utilizando os conhecimentos obtidos num processo e inovação constante, mantendo o rigor científico na IA.
  • Utilizar com proficiência as ferramentas informáticas mais avançadas, disponíveis para o exercício das atividades da Gestão, incluindo instrumentos colaborativos e de produtividade.
  • Agir no interesse dos seus clientes, dos seus empregadores e dos seus negócios, gerindo empresas e investimentos, no respeito pela Lei, valorizando o trabalho honesto e remunerado com justiça.
  • Dirigir-se a públicos vastos ou restritos, de especialistas ou não, utilizando linguagem apropriada, fundamentando as suas opiniões ou decisões em sólidos argumentos de carácter técnico, científico e empírico.
  • Conhecer as implicações económicas e sociais dos fenómenos e acontecimentos nacionais e internacionais, projetando efeitos sobre a sua própria atividade, as atividades dos seus clientes e empregadores, emitindo opiniões e pareceres fundamentados sobre esses acontecimentos e implicações.
  • Reconhecer que a aprendizagem não se esgota em determinado período formativo, estando consciente que os conhecimentos obtidos durante o seu Curso podem e devem ser atualizados, aprofundados ao longo da sua vida, quer através do prosseguimento de estudos académicos, quer através de formação contínua de carácter profissional e especializada.

Orgãos de Gestão

Presidente

O Presidente é o órgão singular de direção da atividade científica, pedagógica e cultural da ABS. O Presidente é designado pelo órgão máximo da entidade instituidora da ABS. O Presidente pode delegar qualquer uma das suas competências aos coordenadores de curso e a um ou mais Vice-presidentes. O Presidente pode nomear uma Direção, composta por membros dos diferentes órgãos, para, no exercício das suas funções individuais, gerirem o quotidiano da ABS, discutindo os diferentes assuntos e colaborando na sua resolução em equipa.

Contactar Presidente


O Presidente da ABS é o Dr. João Paulo Peixoto.

Especialista na área de Finanças, Banca e Seguros, Mestre em Ciências Empresariais e Licenciado em Economia.

Conselho Técnico-Científico (CTC)

O CTC é o órgão colegial de gestão científica e académica da ABS.

Contactar Conselho Técnico-Científico


O Presidente do Conselho Técnico-Científico da ABS é o Professor Doutor José Pedro Arroja.

Doutorado em Economia pela Univ. de Carleton, Canadá, Mestre em Economia pela Univ. de Ottawa e Licenciado em Economia pela FEP. Foi professor do MBA da University of Ottawa e no Institut des Hautes Études, Université d’État, Port-au-Prince, Haiti. Foi Consultor do Governo do Canadá e liderou projetos de instituições, como a AIP, Centro de Documentação e Estudos Europeus, Ministério das Finanças, IEFP, AEP e o Atlas Foundation Network. É Presidente da Pedro Arroja – SGPS, SA.

Conselho Pedagógico (CP)

O Conselho Pedagógico é o órgão colegial de definição e coordenação da orientação pedagógica das atividades de ensino desenvolvidas pela ABS, e o garante da qualidade do ensino.

Contactar Conselho Pedagógico


O Presidente do Conselho Pedagógico da ABS é a Dra. Paula Santos.

Mestre em Gestão e Negócios pela Atlântico Business School. Tem um curso Avançado de Management e é licenciada em Matemática Aplicada – ramo de Ciência dos Computadores pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Título de Especialista na área da Gestão e Administração, atribuído por provas públicas. Directora do Centro de Investigação NPME – Núcleo de Apoio à Gestão de PME. Gestora de projectos. Coordenadora dos programas de Formação-Acção da Associação ATLBC – Atlântico Business Center e da ADECE – Associação para o Desenvolvimento de Consultoria Aplicada em Ciências Empresariais. Vogal do Conselho Fiscal da Inovagaia – Centro Incubação Base Tecnológica de Vila Nova de Gaia.

Foi proclamada JEEP – Jovem Empresário de Elevado Potencial do Ano de 1998, distinção atribuída pela ANJE. Sócio-fundadora de um grupo de empresas que atuam na área das soluções baseadas em tecnologias de informação para empresas.

Outros Órgãos

Conselho Consultivo

O Conselho Consultivo foi constituído para criar uma relação íntima entre a ABS e o meio empresarial e sistema financeiro, prosseguindo o objetivo contínuo de configurar a ABS como uma Business School na área da gestão, imbuída de uma forte inspiração empresarial, intimamente relacionada com o sector empresarial, o sistema financeiro e as autoridades financeiras e fiscais e claramente aberta à dimensão internacional.

Deste Conselho fazem parte personalidades de prestígio, que se mostraram disponíveis para contribuir com o seu saber e experiência para o enriquecimento da formação ministrada na ABS, e Empresas PME, associações e agentes locais e regionais.

 

Regulamento Conselho Consultivo

Membros Fundadores do Conselho Consultivo

Núcleo de Apoio à Gestão de PMEs (NPME)

O Núcleo de Apoio à Gestão de PMEs (NPME) é uma estrutura de caráter permanente que visa a promoção e coordenação de investigação aplicada na área da gestão e outras áreas do conhecimento, bem como a divulgação dos resultados.

 

São objetivos do Núcleo de Apoio à Gestão de PMEs:

  1. aprovar, promover e coordenar o conhecimento científico;
  2. inovar e difundir o conhecimento científico;
  3. coordenar as atividades de I&D da Escola Superior de Negócios Atlântico;
  4. promover a ligação entre as atividades formativas e as atividades de investigação, tanto para os Docentes como para os Estudantes
  5. desenvolver programas e projetos de investigação aplicada (I&D);
  6. afetar recursos humanos e materiais aos projetos;
  7. contribuir para o intercâmbio nacional e internacional entre organismos e departamentos ligados à investigação aplicada, nomeadamente a nível do estabelecimento de parcerias;
  8. prestar serviços às comunidades académica e educacional;
  9. contribuir para que os projetos de investigação, apresentados ao Núcleo de Apoio à Gestão de PMEs (NPME), sejam reconhecidos e apoiados por entidades nacionais e estrangeiras;
  10. promover a oferta de oportunidades de desenvolvimento profissional par docentes e investigadores;
  11. promover e apoiar a realização de ações de formação avançadas para investigadores e consultores.
  12. fomentar e apoiar a apresentação de projetos para financiamento concedido por entidades públicas ou privadas;
  13. desenvolver processos de investigação aplicada orientados para modelos de formação e desenvolvimento profissional;
  14. apoiar projetos de investigação aplicada conducentes a dissertações/relatórios de mestrado nas áreas de investigação da Escola Superior de Negócios Atlântico;
  15. apoiar os alunos no contacto com atividades de investigação, inovação e empreendedorismo;
  16. apoiar os alunos na elaboração de trabalhos sob a forma de artigos científicos, se possível para serem publicados;
  17. dinamizar a valorização económica do conhecimento;
  18. apoiar a apresentação e publicação de trabalhos científicos resultantes dos projetos desenvolvidos no seu âmbito, bem como dos projetos desenvolvidos pelos docentes da Escola nas áreas de investigação da Escola Superior de Negócios Atlântico;
  19. promover mecanismos que permitem obter informação sobre as necessidades e expectativas das diferentes partes interessadas em relação à qualidade das formações e serviços oferecidos;
  20. promover projetos e parcerias que lhe permitam obter receitas para as suas atividades.

 

Regulamento de Gestão da Investigação

Regulamento do Núcleo de Apoio à Gestão de PMEs

Regulamento Avaliação Investigador

Corpo Docente

Contribuição dos Docentes para a Missão da ABS

O corpo Docente da ABS contribui para a sua MISSÃO:

  • na preparação dos estudantes, oferecendo-lhes uma formação relevante nas Ciências Empresariais, proporcionando-lhes uma exposição permanente à realidade das Empresas; a experiência profissional e os contactos no meio empresarial destes Docentes, conjugada com as diretrizes dos órgãos da ABS, permite que se integrem no projeto educativo e adotem metodologias de ensino e avaliação aplicadas, envolvendo trabalhos, visitas a empresas, contacto com empresários, e outras metodologias com uma componente prática muito forte; os diplomados dos cursos da ABS encontram-se assim em condições de ingressar no mercado de trabalho e contribuir para o crescimento das empresas em Portugal;
  • no desenvolvimento de um esforço de Investigação Aplicada nos domínios das Ciências Empresariais, apoiando o processo de dotar as empresas com as competências necessárias para a inovação, a competitividade e a internacionalização; esse apoio efetua-se seja com os trabalhos aplicados desenvolvidos ao longo dos cursos, seja com os projetos de Investigação Aplicada para as empresas, realizados no NPME;
  • apoiando as empresas na preparação dos seus Quadros; grande parte dos Docentes exerce atividades de Consultoria e Investigação Aplicada, participando nos diferentes projetos que a ABS desenvolve com o tecido empresarial, pela Consultoria e/ou desenvolvimento de estudos aplicados; desta forma, estes Docentes contribuem para o crescimento sustentado das empresas, apoiando-as no esforço de inovação, tornando-as mais competitivas; a este nível é de salientar a experiência de muitos dos Docentes ao nível da gestão de fundos comunitários, prestando um apoio muito importante na sua efetiva utilização pelas empresas do Ecossistema da ABS;
  • apoiando o empreendedorismo, quer pelo seu ensino aos estudantes, quer pelo apoio à criação de empresas no final do curso, recorrendo sempre que necessário aos centros de incubação a que a ABS está ligada; muitos dos Docentes foram ou são empreendedores, estando ligados à criação de empresas, e com contactos com centros de incubação e outras instituições de apoio ao empreendedorismo; assim, podem ajudar de uma forma sustentada os estudantes que queiram lançar-se na criação da sua própria empresa, seja pela transmissão de conhecimentos, seja pela disponibilização da rede de contatos em que se inserem; mais uma vez, a experiência em fundos comunitários pode ter um papel determinante, desta vez ao nível do apoio aos estudantes empreendedores;
  • na permanente ligação das unidades curriculares que lecionam à Comunidade local, colaborando com os atores locais na dinamização das atividades da região; o facto de todos os Docentes da ABS terem uma experiência profissional, dota-os de competências e de uma rede de contactos importante que permite o apoio aos projetos que a ABS mantem com a Comunidade local;
  • na integração dos estudantes no Mundo, fazendo com que perspetivem o Mercado Global como o destino evidente das suas iniciativas e decisões empresariais; como se poderá verificar, muitos dos Docentes têm uma forte experiência ao nível dos processos de internacionalização, podendo transmitir essa experiência aos estudantes, dotando-os de uma visão alargada do mundo; nalguns casos essa experiência é associada a uma rede de contactos que poderá apoiar os estudantes quando, seja como empreendedores seja como quadros de empresas, liderem ou se integrem em processos de internacionalização.

 

A análise das Fichas Curriculares do Docentes mostra em equilíbrio notável entre a qualificação académica do Corpo Docente a sua experiência profissional. Estas características são normalmente antagónicas: um docente ou tem elevadas qualificações académicas ou é um profissional de sucesso, sendo poucos os que reúnem estas duas características. Na ABS, esse antagonismo não existe, nem em termos individuais, nem em termos globais.

Em termos globais, o Corpo Docente da ABS apresenta um elevado nível de qualificação académica, estando os rácios legais muito acima dos mínimos exigidos. Simultaneamente, é constituído por um conjunto de empresários e executivos com sucesso na sua via profissional, apresentando também a esse nível elevados “rácios” caso eles fossem exigidos.

Em termos individuais, todos os Docentes da ABS, seja qual for o seu nível de qualificação (Licenciado, Mestre, Especialista ou Doutorado), apresentam uma experiência vivida rica na área em que leciona.

 

Em concreto, é de realçar a Diversidade Do Corpo Docente tendo em consideração:

  • a experiência em diferentes áreas da gestão, do marketing às finanças, passando pela economia digital e os sistemas de informação, pela gestão e pelo comércio internacional, pela gestão de vendas e pela gestão comercial, pelo direito empresarial, fiscalidade e contabilidade, ou pela gestão logística e gestão da qualidade;
  • a experiência em empreendedorismo, seja pela criação de empresas próprias, seja pelo apoio em consultoria á sua criação, seja pela participação em associações e outras entidades fomentadoras do empreendedorismo, seja ainda pelo investimento em start ups;
  • a experiência em diferentes cargos da gestão, normalmente em funções de liderança, indo da gestão comercial até à gestão financeira, da gestão de sistemas de informação à gestão de recursos humanos, da gestão internacional à gestão da qualidade, entre outras;
  • a experiência em diferentes tipos de empresas, desde start ups e microempresas até grandes empresas e multinacionais;
  • a experiência em gestão pública, em autarquias e em empresas públicas, com funções governativas ou em organismos reguladores e supervisores;
  • experiência em processos de internacionalização, para diferentes tipos de mercado (Africano, americano, extremo-oriente, etc.), em diferentes tipos de produtos e serviços.
  • experiência em diferentes associações empresariais, de âmbito nacional ou local, e em diferentes setores de atividade, como o setor têxtil o setor do mobiliário ou o setor do turismo.

 

Docentes

 

Docentes Regime Contratual Grau Título Categoria
Alexandre Manuel Gomes Sousa Tempo Integral Licenciado Professor Adjunto
Adriano Fidalgo de Sousa Tempo Integral Doutor Especialista Provas Públicas Professor Adjunto
Amândio Francisco Caridade da Silva Tempo Parcial Grau de Doutor ou equivalente obtido no estrangeiro Especialista Provas Públicas Professor Adjunto
Amaro Fernando da Fonseca Correia Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Ana Catarina Mourão Alves Ribeiro Tempo Integral Doutor Docente Politécnico – Assistente
Ana Cristina Moreira Simões Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Ana Paula Ramos Gala Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Ana Raquel Madalena Rodrigues Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Andrea da Silva Rocha Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico – Assistente
Andreia Marisa Esteves Pinto Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico – Assistente
Ângela Maria de Abreu Ornelas Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
António da Silva Rocha Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
António Joaquim Sequeira Choupina Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
António Pedro Seara Sequeira do Vale Peixoto Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
António Rui de Azevedo Gonçalves Tempo Parcial Licenciado Professor Adjunto
Carlinda Manuela dos Santos Abreu Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Carlos Magno Castanheira Tempo Parcial DESE Docente Politécnico – Assistente
Débora Alexandra Meireles Luz da Silva Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Diana Vanessa da Silva Oliveira Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Domingos José da Silva Ferreira Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Elisabete Maria Magalhães Machado Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Elisabeth de Magalhães Serra Tempo Integral Doutor Professor Coordenador
Emanuela Arguelo Bastos Tempo Parcial Bacharel Docente Politécnico – Assistente
Estefânia da Costa Peixoto Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Fernanda Alice Lopes Ribeiro dos Santos da Silva Carneiro Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico – Assistente
Fernando António Correia Esperança Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Fernando Diogo Fernandes Gonçalves Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Flávia Vanessa Ferreira da Rocha Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Hélder Pedro Martins do Carmo Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Henrique Manuel Morais Diz Tempo Integral Doutor Especialista CTC Professor Coordenador
Isabel Cristina Andrade do Couto Tempo Integral Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Isabel Dara Bastos Pires Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
João Paulo Seara Sequeira do Vale Peixoto Tempo Integral Mestre Especialista Provas Públicas Docente Politécnico – Professor coordenador
Joaquina Alice Pereira Álvares da Cunha Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Jorge Amálio Basto Sobreira Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Jorge Manuel Pais Seara Rodrigues Sequeira Tempo Integral Doutor Docente Politécnico – Professor Adjunto
José António Simões Machado Tempo Integral Doutor Docente Politécnico – Professor adjunto
José Júlio Castro Guimarães de Carvalho Campos Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Professor adjunto
José Pedro de Almeida Arroja Tempo Integral Doutor Professor Coordenador
José Teixeira Cardoso Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Josina dos Santos Rodrigues Magnant Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Loic dos Santos Pedras Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Mafalda Fleming de Oliveira de Araújo Lima e Silva Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Mafalda Sofia Almeida Cardoso Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Manuel António Rodrigues Lobão Tempo Integral Curso de doutoramento (conclusão de unidades curriculares) Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Maria Cristina Neves Vila Real Nogueira Rodrigues Tempo Integral Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Maria de Fátima Ferreira Araújo Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Maria Francisca Carvalho de Lima Barros e Alves Tempo Parcial Mestre Docente Politécnico – Assistente
Maria Manuela Reis Cardoso Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Maria Paula Galvão de Noronha Peres Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Miguel Jorge Rodrigues Magalhães Tempo Parcial Doutor Professor Adjunto
Óscar Teixeira Ramada Tempo Integral Doutor Professor Adjunto
Paula Alexandra de Magalhães Serra Tempo Integral Mestre Docente Politécnico – Assistente
Paula Alexandra Magalhães Fleming de Oliveira Tempo Integral Mestre Docente Politécnico – Assistente
Paula Cristina da Costa Santos Tempo Integral Mestre Especialista Provas Públicas Docente Politécnico – Professor adjunto
Paula Cristina Prata Pinto Hespanhol Coelho Tempo Parcial Licenciado Professor Adjunto
Paula Cristina Ribeiro do Vale Peixoto Tempo Integral Mestre Docente Politécnico – Assistente
Paulo João Figueiredo Cabral Teles Tempo Parcial Doutor Professor Coordenador
Paulo Jorge Fernandes Pintassilgo Tempo Integral Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Raquel Sofia Castelo Branco do Vale Peixoto Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Reinaldo Manuel Lopes Dias Ferreira Tempo Integral Doutor Professor Coordenador
Ricardo Nuno Moreira Coutinho de Almeida Arroja Tempo Integral Curso de doutoramento (conclusão de unidades curriculares) Especialista Provas Públicas Professor Adjunto
Sandra Vendas Ferreira Rodrigues Tempo Parcial Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Silvio Roberto Stefani Tempo Integral Doutor Professor Coordenador
Susana Bárbara Melo da Silva Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico – Assistente
Teresa Cristina Costa Leite Azevedo Tempo Integral Licenciado Professor Adjunto
Teresa Salomé de Aguirre Mendes Camões de Azevedo Tempo Integral Mestre Docente Politécnico / Universitário – Assistente
Vera Cecília Martins Fernandes Tempo Integral Licenciado Docente Politécnico / Universitário – Assistente